Titulo Original: Bouka
Costa do Marfim, 1988
cor 90'  
 
 

Bouka é um jovem dotado. Vive com os seus pais numa aldeia onde a sua família é bastante unida. O seu pai deu-lhe uma educação tradicional muito ligada à natureza. Mas infelizmente essa felicidade é abruptamente interrompida com a morte do pai...
Estando viúva, a mãe de Bouka sofre as consequências de um costume tradicional, tem de se casar com o sobrinho do seu falecido marido. Bouka não aceita a condição da sua mãe. Ele suspeita que o seu padrasto esteve envolvido na morte do seu pai. Bouka deixa de ir à escola e organiza um gang na floresta. Nesta atormentada atmosfera, ele desenvolve um ódio de morte em relação ao seu novo "pai".

Cópia restaurada do negativo original.

Lingua: Francês

Elenco
Akissi Delta
Félix Gazekagnon
Drissa Kone

Realizador: Roger Gnoan M'bala

Produção: Abyssa Filmes

Prémios
Prémio do Público, Angers, France
1º Prémio Vues d'afrique, Montreal
Prémio do Júri, Festival de Belfort
Prémio Sankofa, Fespaco

Versões: Versão Original

Disponibilidade: Por favor contactar TRIGON FILM - Walter Ruggle [info@trigon-film.org] - www.trigon-film.org

 
   
Roger Gnoan M'Bala nasceu a 1941 em Grand Bassam na Costa do Marfim. Estudou nos Conservatórios de Cinema Independente na França e na Suécia.
De 1968 a 1978 trabalhou como assistente de realização e depois como director na transmissão de rádio para a rádio e televisão nacional.
A sua curta metragem Amanie venceu o Tanit de prata no JCC de Cartago.
Realizou o seu primeiro filme em 1984, Ablakon, uma comédia altamente sarcástica. Tornou-se conhecido com o filme, Au nom du Christ, 1993, que venceu o prémio jovem no Festival de Locarno (Suiça) e o Étalon de Yennenga no Fespaco (Burkina Faso).
Adangamman, em 2000, vem confirmar o seu talento. O filme retrata a relação entre traficantes de escravos europeus em busca de mercadoria humana e os reis do Oeste Africano que vendiam os seus prisioneiros. Um tema tão ousado, aliado ao seu talento pessoal deu lugar a uma das obras-primas do cinema Africano do final do século XX.

Filmografia


Amanie (1972), fiction (32'), 16mm, B&W
Le Chapeau (1974-75), fiction (70'), 16mm, color
Ablakon (1984-85), fiction (90'), 35mm, color
Bouka (1988), fiction (90'), 35mm, color
Au nom du Christ (1992), fiction (90'), 35mm, color
Adanggaman (2000), Fiction 95 mn, 35 mm, color
 
index +